Processo de beatificação

1947

O Padre João Batista Reus faleceu com fama de santidade no dia 21 de julho de 1947, no então Colégio Cristo Rei, em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul.Após ser enterrado no cemitério dos Jesuítas, na mesma cidade, seu túmulo passou a receber muitas pessoas, que vinham rezar e pedir graças, iniciando a partir de então os relatos de graças alcançadas por intercessão do Padre Reus.

1953

Em junho de 1953, foi iniciado o Processo Informativo da Causa de Beatificação do Padre Reus, realizado por meio da Arquidiocese de Porto Alegre. A partir da data, Padre Reus começou a chamar-se ‘Servo de Deus’. Concluído esse Processo, foi levado a Roma no dia 10 de dezembro de 1958, para a Congregação das Causas de Canonização.

2003

Em janeiro de 2003, o Arcebispo Metropolitano de Porto Alegre, Dom Dadeus Grings, autorizou a transferência do Processo da Causa Reus para a Diocese de Novo Hamburgo, uma vez que o túmulo do Servo de Deus se encontra nessa Diocese. A seguir, em diversos anos, a Cúria da Diocese de Novo Hamburgo realizou o Processo Supletivo sobre a continuidade da fama de santidade de Padre Reus e o Processo Supletivo com a Comissão Histórico. Todos esses processos foram analisados e avaliados pela Congregação da Causa dos Santos, do Vaticano.

2013

No dia 11 de outubro de 2013, a mesma Congregação da Causa dos Santos declarou a validade do Processo Informativo realizado na Cúria Eclesiástica da Arquidiocese de Porto Alegre (1958) e de duas Inquirições da Cúria da Diocese de Novo Hamburgo (2006 e 2012), a respeito da vida, das virtudes, da fama de santidade e sinais extraordinários de Padre Reus. Após essa aprovação, a Postulação Geral da Causa dos Santos da Companhia de Jesus em Roma recebeu todo esse material dos Processos e, com base dos depoimentos, começou a preparar e escrever a chamada Positio. Atualmente a Causa Reus se encontra nessa fase, a da preparação da Positio, com a qual se deve comprovar as virtudes de Padre Reus. Quando a Positio estiver concluída, deve ser enviada para a Congregação das Causas dos Santos, no Vaticano. E se a Positio for aprovada, Padre Reus será declarado Venerável. E, quando vier a ser aprovado o milagre que está sendo analisado por médicos, Padre Reus pode ser beatificado. Com mais outros milagres aprovados, pode ser canonizado pelo Papa e, assim, será chamado de Santo.